quarta-feira, 16 de junho de 2010

GPS: um aliado contra o trânsito

Saber onde está o tráfego e, ainda melhor, poder evitá-lo agora não será um privilégio exclusivo de norte-americanos, europeus e demais países desenvolvidos. A Mio já disponibiliza no Brasil o Moov S555, modelo capaz de receber informações de trânsito por meio do sistema RDS-TMC (Traffic Message Channel).

O modelo é vendido por R$ 1.299 e, por enquanto, o serviço é oferecido somente na região metropolitana de São Paulo e litoral e na cidade do Rio de Janeiro. Em breve, segundo a empresa, a cidade de Belo Horizonte também contará com o sistema.

Para que as informações cheguem aos usuários, uma complexa estrutura foi montada pela empresa. Quem nos explica é Vinicius Gaensly, gerente de projetos da Movix: “nós mantemos uma central de trânsito montada aqui na companhia. Nossos funcionários acompanham várias fontes de informação de trânsito como TV, rádio e a própria CET (Companhia de Engenharia de Trânsito de São Paulo). Além disso, alguns veículos que são rastreados por nós também são acompanhados e, analisando suas velocidades médias, detectamos zonas de congestionamento”.

Com tudo reunido, os dados são organizados e enviados via internet para uma antena de rádio, a qual distribui o sinal para os aparelhos compatíveis com a tecnologia. No caso do Moov S555 que avaliamos, uma antena é acoplada junto ao carregador veicular, portanto, para que o serviço funcione é preciso tê-lo disponível no carro.

E todo o esquema apresentado por Gaensly mostrou-se muito eficiente nas ruas. Para testar o aparelho, elaboramos um rota de 26 quilômetros que contemplava longos trechos pelas Marginais Tietê e Pinheiros na cidade de São Paulo, pontos de grande incidência de engarrafamentos.

O aparelho surpreendeu pela precisão com que aponta os locais de lentidão. Na tela, enquanto a rota escolhida aparece traçada em verde, as vias críticas são preenchidas com uma linha roxa e um pequeno sinal indica os locais em que a trânsito está comprometido. Se o caminho escolhido passar por alguma dessas vias, uma voz anuncia a mensagem “há um evento de tráfego na sua rota”. Após isso, se for o caso, basta tocar na mensagem exibida na tela que o GPS oferece uma opção para desviar do problema.

Em outra situação, dessa vez saindo da cidade de São Paulo, introduzimos no Moov S555 um destino localizado no Grande ABC que totalizava 32,5 quilômetros. Para verificar a real ajuda do equipamento, primeiro realizamos o trajeto sem a ajuda do aparelho. No total cumprimos a navegação em 1h35, sendo que no dia seguinte, no mesmo horário, ligamos o GPS e permanecemos atentos para qualquer “ocorrência de tráfego”. Na Avenida Vicente Rao um carro quebrado ocasionou uma lentidão por cerca de um quarteirão e meio devidamente registrada pelo aparelho. Um recálculo na rota nos permitiu chegar ao destino em 1h17, tempo aceitável uma vez que, quando rodamos sem a ajuda do Moov, não encontramos acidentes ou problemas pelo caminho.

Muito além de ajudar a evitar o estresse e desgaste no deslocamento diário, aparelhos como o GPS capaz de receber informações sobre o trânsito podem até mesmo a ajudar a aliviar o trânsito nas cidades grandes, desde que a tecnologia se torne acessível. Ela provou que funciona, agora só precisa ficar mais barata.

Fonte: http://carroonline.terra.com.br/index.asp?codc=5422

Um comentário: